fev 20 2019

Carga viva: governo busca saídas para tornar mais seguro o transporte


O Ministério da Agricultura pretende intensificar a fiscalização do transporte de cargas vivas de suínos, aves e bovinos e acidentes envolvendo animais soltos em rodovias. Para buscar soluções e apontar problemas nesse campo, a Plataforma Unificada para Responder aos Acidentes de Trânsito Envolvendo Animais em Rodovias (Puraa) será discutida em evento nesta quinta-feira, dia 21, no campus da Universidade de São Paulo (USP) de Pirassununga.

Segundo o ministério, em nota, no mesmo dia serão lançados os procedimentos operacionais padrão de atendimento de acidentes de trânsito envolvendo animais. Serão apresentados também os procedimentos de fiscalização de transporte de animais nas rodovias, por meio do Comando de Policiamento Rodoviário da Policia Militar paulista. Ambos são protocolos inéditos no Brasil.

Participarão do evento representantes do ministério, das polícias rodoviária, militar e ambiental de São Paulo e de concessionárias de rodovias. Segundo a pasta, a plataforma unificada de monitoramento de vias rodoviárias já funciona em São Paulo e será estendida aos demais estados.

Objetivos

Com as iniciativas, Agora, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), as polícias Rodoviária, Militar e Ambiental de São Paulo e concessionárias de rodovias, querem avançar na sua utilização com foco no bem-estar único, que engloba o bem-estar de humanos, animais e o meio ambiente, ampliando aos demais estados o seu funcionamento.

No dia 21, serão lançados os Procedimentos Operacionais Padrão (POP) de atendimento de acidentes de trânsito envolvendo animais, bem como os de fiscalização de transporte de animais nas rodovias, por meio do Comando de Policiamento Rodoviário da Policia Militar paulista. Os novos protocolos de trânsito são inéditos no Brasil e seguem as normas nacionais de bem-estar e saúde animal. Os procedimentos serão aplicados pela PM em todo o estado de São Paulo, apoiando ações da Coordenadoria de Defesa Agropecuária da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, ainda neste ano, com suporte do Mapa e da USP.

Outro objetivo do seminário é apresentar projetos em andamento na área de bem-estar e saúde animal, prevenção de acidentes e outros. A necessidade de se ter médicos veterinários à disposição, quando da ocorrência de incidentes envolvendo animais em rodovias, estará também na pauta dos debates.

Acidentes
Há dois anos, o grande número de acidentes rodoviários com animais nas rodovias paulistas motivou a criação da Puraa, desenvolvida pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP, em parceria com a Polícia Militar Rodoviária, a concessionária Intervias, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento e o Mapa.

Naquele ano, somente no quilômetro 207 da rodovia Anhanguera, próximo ao Horto Florestal de Pirassununga, foram registrados 794 acionamentos da concessionária para a retirada de capivaras da pista, ou seja, mais de dois casos por dia.

A média anual de acidentes envolvendo animais, nos últimos quatro anos, no estado de São Paulo, é de 2.571 ocorrências. Em apenas 1.021 Km de rodovias que passam por Pirassununga e os municípios de Limeira e Casa Branca, foram registrados 12,6% de todos os acidentes do estado envolvendo animais. “Os números de São Paulo e do país são assustadores”, alerta o capitão da Polícia Militar Rodoviária de SP, Marcelo Estevão.

Segundo o professor Adroaldo Zanella da FMVZ/USP, com a Puraa, “as cargas serão inspecionadas amplamente e será conhecida a verdadeira velocidade dos caminhões que transportam os animais, inclusive a maneira como dirigem, principalmente nas curvas”.

Aberto ao setor produtivo agropecuário, empresas transportadoras de cargas vivas, profissionais agropecuários, servidores públicos, polícias ambientais e rodoviárias estadual e federal, Ministério Público, concessionárias de rodovias e demais interessados, o evento visa também discutir com as diferentes instituições a promoção de uma nova política pública integrada, que permita otimizar a fiscalização, o transporte dos animais e a segurança viária em geral.

Outro objetivo do workshop é apresentar projetos que estão em andamento na área de bem-estar e saúde animal, prevenção de acidentes e modelo de comando de incidentes. A necessidade de ter médicos veterinários à disposição dos poderes público e privado, quando da ocorrência de incidentes envolvendo animais em rodovias, estará também na pauta dos debates.

Fonte: Canal Rural