fev 23 2019

Produtor rural duplica produção de leite após aprender novas técnicas


O pecuarista Onofre da Silva produz leite no sítio Mundo Novo, uma propriedade de dois hectares em Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Em 2017, o produtor procurou o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e participou do Programa de Capacitação no Manejo Intensivo de Produção Leiteira (Proleite).

Na época, a oferta era de 20 litros por dia. Depois de implementar as práticas que aprendeu com o Senar viu sua produção saltar para 40 litros de leite por dia. Tudo monitorado de perto por um instrutor do Senar.

Durante 10 meses, o instrutor Gustavo Colicigno Ribeiro acompanhou as atividades no sítio Mundo Novo. “O programa é focado nos princípios de viabilidade de produção de leite intensivo a pasto para as pequenas propriedades rurais”, destacou.

Nesse período, Onofre e outros produtores que participaram do Proleite aprenderam detalhes sobre planejamento e gerenciamento da propriedade, manejo intensivo da pastagem, formação de pastagem, manejo e qualidade de leite, cerca elétrica e boas práticas agropecuárias.

Para conseguir duplicar a produção de leite com quatro vacas em lactação, Onofre implantou o sistema de pastejo rotacionado, no qual os animais se revezam em piquetes para se alimentarem de pastagens. É uma técnica utilizada para intensificar a produtividade.

“Depois do curso, consegui dimensionar melhor o pasto e melhorar o manejo. O curso foi essencial porque a gente acha que está fazendo a coisa certa, mas depois aprende que existem outras formas de fazer ainda melhor”, afirmou Onofre.

Fonte: Canal Rural