nov 8 2018

Novos ares em novembro?


O mercado do boi gordo perdeu força durante outubro. O aumento da disponibilidade de animais terminados e o câmbio prejudicando as exportações deram espaço para os frigoríficos pressionarem as cotações da arroba.

Mas desde o início de novembro, o mercado começou a andar mais de lado, demonstrando menos força para impor o mesmo viés baixista observado no mês anterior.

Durante esta semana, por exemplo, na média de todas as praças pesquisadas, os preços não tiveram variações. Já no mesmo intervalo da semana imediatamente anterior, a queda foi de 0,2%.

Essa maior sustentação do mercado do boi gordo nos últimos dias anda paralelamente à gradativa redução da oferta de boiadas e à expectativa de demanda mais aquecida durante a primeira quinzena do mês.

O mercado de carne com osso já respondeu a esse cenário e os preços subiram neste mês.

Por fim, resta esperar se e quando essas altas serão repassadas para a arroba do boi gordo. Espaço tem, já que a margem de comercialização das indústrias que desossam está em 17,6%. Maior que a média histórica.

Fonte: Marina Zaia - Scot Consultoria